domingo, 8 de fevereiro de 2009

Atividades e Brincadeiras Coordenação Motora



Brincadeiras: Brincar com recortes de revista

Separe algumas revistas velhas e deixe seu filho recortar a figura de que mais gosta. Depois, pegue a tesoura e corte uma parte da imagem. Cole esse recorte em um papel branco para seu filho completar a figura, fazendo o desenho do que falta. Isso vale para paisagens, objetos. Outra forma de brincar com revistas velhas é separar os olhos, bocas e narizes de várias fotos para depois montar rostos bem malucos em um papel. Vocês podem desenhar o contorno do rosto e preenchê-lo com os recortes.

Brincadeiras: Passa anel

Todos juntam as mãos, palma com palma. O passador da vez vai 'cortando' as mãos dos outros até deixar, discretamente, o anel em uma delas. Então, pergunta a um dos jogadores com quem está o anel. Se o jogador acertar, é o próximo passador.



Brincadeiras: Pescaria

Num tanque de areia ou em uma caixa, coloque peixinhos de papel (ou madeira, o material que for possível, mas que seja simples de 'pescar') – que devem estar numerados de 1 a 5. Cada peixe tem uma argola na boca, que deve ser enganchada por um anzol da vara do pescador.



Brincadeiras: Cuidar das plantas da casa

Desenvolver o hábito de cuidar do jardim (tirar o matinho que cresce na grama, plantar uma mudinha) pode ser bastante estimulante para os pequenos. Mexer com a terra e regar as plantas é uma forma educativa e prazerosa.

A atividade pode ser feita com plantas que ficam em vasos pequenos. Coloque-as uma por vez em cima de um pano seco no chão. Dê uma tesourinha (essas sem ponta) para seu filho e um regador. Oriente-o a cortar as folhas secas e a pôr água na planta. Depois, dê a ele um borrifador para deixar as folhas cheias de gotinhas. Ele vai amar!



Brincadeiras: Estourar balões

Perfeita para aqueles dias de calor. Leve-as para o quintal, distribua balões com água. Vai ser a maior alegria!



Brincadeiras: Cabo-de-guerra
Basta uma corda e algumas crianças. Pronto. Já dá para brincar de cabo-de-guerra. Aí é puxar para lá e para cá. Vence o lado mais forte.



Brincadeiras: Brincar de massinha

Além de criar as formas e os personagens que as crianças inventarem, a massinha possibilita ensinar a mistura de cores. Pegue uma bolinha de massa amarela e outra azul e faça a “mágica” para seu filho: misture as duas na frente dele e mostre a cor que vai aparecer. Alguns apetrechos deixam a brincadeira mais divertida. Existem caixas que vêm com a massinha e instrumentos para ele modelar. Mas serve o improviso, como um espremedor de alho, que dará forma de cabelos de bonequinhos ou o rolo de pastel para abrir a massa.



Brincadeiras: Brincar com tinta

Nas primeiras vezes que você oferecer tinta e papel a seu filho, nem vai dar tempo de propor nenhuma atividade diferente – a possibilidade de colocar o pincel ou os dedos na tinta já é estímulo suficiente. Mas, conforme ele vai crescendo, é possível sugerir o que ele vai pintar. Você pode comprar telas próprias para pintura, usar papel kraft, tecido ou ainda uma folha de papel canson, um tipo mais sofisticado que pode render bons resultados se o que você está imaginando é colocar o trabalho na parede.

A tinta mais apropriada para crianças é o guache ou a tinta para pintura a dedo, ambas diluídas em um pouco de água. Elas são atóxicas e mais fáceis de sair na hora do banho



Brincadeiras: Avião,chapéu do soldado,barquinho de papel

Esta brincadeira é simples e sempre boa. Pode acontecer na grama, ao ar livre, ou até dentro de casa. Pode ser aquele papel que você já usou e quer brincar de reciclar, ou há como construir os aviões,barquinho,chapéu,cachorrinho com papéis coloridos. Basta soltá-los pelos ares: treinar muito será o melhor da brincadeira



Brincadeiras: Fazer carimbo da mãozinha

Prepare pratinhos (podem ser os descartáveis, que serão reaproveitados sempre que for brincar com tinta) com guache diluído em um pouco de água.

Separe um papel grande, no mínimo tamanho A3 (o dobro do tradicional sulfite A4 – criança pequena precisa de espaço até para desenhar!), e coloque-o sobre a mesa (ou no chão). Para forrar, você pode comprar uma toalha de plástico ou papel kraft. Prenda o papel com fita adesiva nessa toalha, para ele não escorregar. É hora de começar: ajude seu filho a molhar a mãozinha no pratinho e “carimbe” o papel. No começo, ele vai achar estranho, mas logo vai querer tentar sozinho. E vale todo tipo de experimentação: misturar duas cores, molhar cada dedinho em uma cor, carimbar duas vezes no mesmo lugar com cores diferentes.



Brincadeiras: Brincar na terra

Entre 0 e 2 anos, é muito importante que a criança conheça diversas texturas para desenvolver o tato. Brincar na terra é uma forma gostosa de aguçar esse sentido nos pequenos. Não se preocupe com a sujeira!

Brincadeiras: Brincar com blocos (grandes) de encaixar

Você pode ajudá-lo a montar castelos, torres gigantes



Brincadeiras: Brincar em piscinas de plástico

Você já reparou a bagunça que seu filho faz na hora do banho? É natural. Eles adoram água. O contato com ela os relaxa, ao mesmo tempo que provoca sensações deliciosas em seu corpo. Para prolongar esse prazer, coloque em numa piscina de plástico no quintal de sua casa.



Brincadeiras: Fazer biscoitos, bolos...

Vá para a cozinha com o seu filho e reserve ao menos uma hora para a brincadeira. Deixe-o colocar os ingredientes, mexer a massa e pôr na assadeira. Ele vai se orgulhar quando vir o resultado do prato que ajudou a preparar.

5 comentários:

  1. gostei muito do seu blog..... vai me ajudar bastante no estagio na creche.... vlw.....^^

    ResponderExcluir
  2. Estou adorando teu blog! Vai ajudar bastante no meu estágio! :) Obg!

    ResponderExcluir
  3. Amei o seu blog, pois há teorias e atividades que ajudam a trabalhar com crianças pequenas. Atuo com crianças na faixa etária de 0 a 3 anos e estava a procura de um blog como este.Obrigado e Felicidades.

    ResponderExcluir