sábado, 4 de abril de 2009

PLANEJAMENTO MOTOR


PLANEJAMENTO MOTOR

Planejamento motor ou praxia é a habilidade de planejar e executar de uma forma organizada, uma sequência de movimentos ou ações não familiares. Planejamento motor é o produto final de um processamento sensorial bem feito, já que a criança aprende a partir de informações que lhe chegam através dos sentidos. A dificuldade em planejamento motor é muitas vezes descrita na literatura como dispraxia.
A dificuldade em processamento sensorial pode atingir dois aspectos do planejamento motor: a parte de planejamento (ideação) ou a parte de execução. Quando a parte de ideação é atingida, vê-se uma criança que, apesar de inteligência normal, não consegue brincar de forma organizada, passa de uma atividade para outra. Essa criança tem muita dificuldade em pensar no que fazer com os objetos por isso prefere aqueles que têm um papel claro para ela. Tende a escolher brinquedos como bola, Legos, brinquedos de movimento, quebra-cabeças, etc.
Outra área que pode ser atingida é a área de execução; nesse caso, vemos uma criança que tem mais dificuldade com o movimento em si. É uma criança desajeitada, que não consegue aprender a participar de atividades motoras como seus companheiros. Cai mais que os outros, bate-se contra os objetos, tem dificuldade em pegar uma bola ou participar de um jogo que faça exigências motoras mais sérias. É a famosa criança que nunca é escolhida para jogos ou só é escolhida por imposição de adultos. Muitas vezes essa criança é líder em planejar as atividades mas, na hora da execução, seu desempenho é muito pobre.
Pode ocorrer ainda que a dificuldade ocorra nas duas partes do planejamento motor: ideação e execução.os pais frequentemente ficam confusos porque, embora a criança dê alguns sinais claros de que é inteligente, sua inabilidade em participar de brincadeiras, de se organizar e organizar seu espaço é tão pobre que não conseguem entender o que está acontecendo.

É importante entender essa criança. Usar adjetivos para qualificá-la muitas vezes contribui ainda mais para torná-la infeliz e sentir-se incompetente. Sendo uma criança de inteligência normal ela já será seu juiz mais severo e provavelmente se considerará incapaz. É fundamental ajudá-la a entender seu próprio problema e desenvolver estratégias para conviver com ele até que o problema diminua e ela se sinta mais segura.

4 comentários:

  1. Olá Johanna, gostei muito do seu blog!!Gostaria que vc indicasse pra mim uma bibliografia sobre planejamento motor, seria muito útil em minha prática.Desde já obrigada...Abraços
    Carmem Stropa

    ResponderExcluir
  2. Olá Carmen,
    não conheço algum livro especifico apenas de planejamento motor mas o livro neuropsicologia em Terapia Ocupacional-June Grieve.Capitulo 7 Execução de tarefas e Capitulo 14 Dispraxia.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. oi. sou fisioterapeuta e estou trabalhando com um bebe com grande defcit visual e sindrome de west!aceito dicas!!rsrs desde já muito obrigada.eliana ramalho ( nana)

    ResponderExcluir
  4. Oi Eliana,
    indico pra vc este site.Dê uma olhada
    http://jucimarsidney167.blogspot.com/
    http://www.laramara.org.br/loja/index.php?cPath=24&osCsid=q17ir8rbpfdl4470f98og8rhm7
    outras dicas visuais materiais contrastes preto/branco,amarelo/vermelho e outros estimulos sensoriais texturas diferentes(creme,escovinha,pincéis,feijão) e sons(instrumentos musicais).

    beijos
    Boa sorte!!!

    ResponderExcluir